Disputas em diferentes tempos na construção da Arena Pernambucana para a Copa do Mundo: planejando, executando, mitigando

Português, Brasil
A construção da arena pernambucana, estádio de futebol e de multieventos, para a Copa do Mundo no município de São Lourenço da Mata, Região Metropolitana do Recife, deflagrou uma seqüencia de ações articuladas de planejamento, execução e mitigação, característica geral de grandes obras. A designação de uma porção do espaço urbano como destino de um Grande Projeto de Investimento opera uma ressignificação do tempo vivido, pelos seus planejadores e executores, e pelos que aí residem historicamente. Observação in loco, diálogos com agentes em situações diferentes, acompanhamento de negociações e manifestações mostram a multiplicidade de stakeholders na operação. Foca nas disputas e negociações sobre futuras idealizadas. Identifica-se uma hegemonia das lógicas temporais da implantação de grandes obras, iniciadas com um tempo técnico, de intensa preparação dos idealizadores e de esparsa comunicação com os residentes, que prosseguem com a vivência cotidiana do espaço habitado. (...)
Sessão: 
Temática