Globalização hegemônica e gestão pública: análise do município de São Paulo

Português, Brasil
Este trabalho buscou problematizar, por meio da análise de exemplos e fatos concretos, os efeitos da globalização hegemônica na cidade de São Paulo (Brasil). Constatou-se que, para a realização dos mega-eventos esportivos – Copa do Mundo de Futebol e Olimpíadas – as cidades brasileiras buscaram adotar modelos de intervenção urbana praticados em cidades bem avaliadas por agências e instituições internacionais, notadamente o caso de Barcelona (Espanha). Problematizou-se, a exclusão social como consequência imediata às políticas públicas adotadas para atender as exigências internacionais por parte das agências organizadoras dos jogos, bem como as vantagens de grupos privados de interesse no mercado imobiliário. Concluiu-se que o legado dos grandes eventos esportivos em cidades que concentram perfis sociais diversos e interesses aparentemente antagônicos, caso da cidade de São Paulo, podem ser danosos ao conjunto da sociedade caso se persista na estratégia de favorecimento de grupos de interesses privados, representados pela estratégia da globalização hegemônica.
Sessão: 
Temática