Grandes projetos urbanos no contexto brasileiro: experiência do projeto Porto Maravilha

Português, Brasil
A realização de grandes projetos urbanos tem se tornado comum às mais diversas cidades do mundo, inseridos no debate a respeito da importância política e econômica das cidades no ambiente de reestruturação produtiva e no cenário econômico estabelecido após a década de 1970. No Brasil, o direito a sediar os Jogos Olímpicos em 2016 alavancou a realização do projeto Porto Maravilha, que prevê a requalificação da região central e portuária do Rio de Janeiro. O presente artigo procura abordar as relações entre dimensões globais e locais dos grandes projetos a partir de uma análise sobre o arranjo institucional e orçamentário dessa experiência, entendida aqui como uma plataforma para a análise dos grandes projetos urbanos no Brasil. Se em casos de grandes projetos de cidades norte-americanas as PPPs assumem centralidade em um contexto de escassez de recursos estatais disponíveis para grandes intervenções urbanas, no modelo europeu linhas de financiamento de governos centrais reconfiguram os projetos. Esse artigo busca contribuir com estudos de governança de grandes projetos urbanos no Brasil a partir da análise do arranjo institucional e orçamentário - e da participação de recursos estatais – no financiamento do projeto do Porto Maravilha.
Autores: 
Sessão: 
Temática